Como ser Flexível

Como ser Flexível

Uma das grandes qualidades de um bom líder é ser flexível. Tudo dentro do tanto certo e no momento certo. A flexibilidade entra em várias situações, seja nos conflitos, nas opiniões, nas ideias apresentadas, nas mudanças que aparecem, etc.

Vamos resumir da forma mais popular o que é ser flexível. Ser flexível é ter jogo de cintura, é não deixar a peteca cair e se for preciso, colocar a mão na massa.

Neste caso podemos fazer uso das Posições Perceptivas

Muitas vezes, é útil avaliar um evento ou um resultado a partir de uma perspectiva diferente: da nossa perspectiva, da perspectiva de outra pessoa e da perspectiva de um observador independente. John Grinder e Judith LeLozier apresentam essas perspectivas como posições perceptivas.

As posições perceptivas fornecem uma abordagem equilibrada para pensarmos sobre um evento ou um resultado.

Nas situações onde a compreensão ou o progresso é pouco ou nenhum, elas podem fornecer uma maneira de desenvolver novas compreensões e criar novas escolhas.

Como ser Flexível

As 3 posições perceptivas são:

Primeira posição: Ver, ouvir e sentir a situação através dos seus próprios olhos, ouvidos e sensações. Você pensa em termos do que é importante para você, o que você quer alcançar.

Segunda posição: Calçar os sapatos da outra pessoa e experimentar (ver, ouvir e sentir) a situação como se você fosse outra pessoa. Você pensa em termos de como essa situação poderia parecer ou ser interpretada pela outra pessoa. Você já ouviu a expressão: “antes de criticar alguém, caminhe uma milha nos sapatos dela.”

Terceira posição: afastado da situação e experimentando-a como se fosse um observador separado. Na sua mente, você é capaz de ver e ouvir você mesmo e a outra pessoa como se fosse uma terceira pessoa. Você pensa em termos de quais opiniões, observações ou conselhos ofereceria a alguém que não está envolvido. Você precisa estar num estado pleno de sólidos recursos e obter uma visão objetiva do seu próprio comportamento e procurar oportunidades para responder de uma maneira diferente para alcançar um resultado diferente e positivo.

Algumas vezes nos encontramos presos numa dessas posições:

Primeira posição: Alguém que vive sua vida na primeira posição tende a se focar somente em suas necessidades em vez das necessidades dos outros.

Terceira posição: Alguém que vive sua vida principalmente na segunda posição, está sempre pensando nas outras pessoas a custa das suas próprias necessidades.

Segunda posição: Alguém que vive na terceira posição seria visto como um indiferente e desinteressado observador da vida – sempre olhando de fora.

Todas as 3 posições tem a mesma importância e é útil deslocar-se, consciente ou inconscientemente, através dessas posições enquanto vivenciamos as nossas atividades diárias.